O 8 DE MARÇO (8M) – UM DIA POLÍTICO

O mês de março costuma ser aquele período do ano no qual as mulheres são lembradas e parabenizadas pelo dia 8. No entanto, o dia 8 de março, muito mais que desejar um dia feliz, receber flores e bombons, é uma data política, resultante da luta de muitas mulheres para que todas fossem visibilizadas e, principalmente, para que as condições de opressão e subalternidade vividas pela parcela feminina da sociedade ocupassem os espaços do debate sobre a mulher. Condições estas que são impostas pela estrutura patriarcal que rege a sociedade.A ABPP quer, nesse dia, marcar como um dia político e de reflexão. Mais que as comemorações pelas conquistas femininas, ainda há muitas lutas para se levantar. Pelo fim da violência contra a mulher e que o feminicídio não seja as manchetes nas mídias. Que as desigualdades no mercado de trabalho não precarizem ainda mais as condições de trabalho da mulher. Pelo fim de qualquer assédio dirigido às mulheres. Enquanto uma mulher estiver sendo violentada, morta, preterida em cargos gerenciais, excluída por sua cor, por sua identidade de gênero, impedida de ocupar qualquer espaço na sociedade, não ser ouvida, não poder decidir sobre o seu corpo, receber os menores salários, entre tantas outras demandas e opressões vividas pelas mulheres, o dia 8 de março não será um dia de desejar “feliz dia das mulheres”.

Assim, a ABPP busca refletir sob a matriz dos princípios éticos e dos direitos de homens e mulheres, com ações pautadas na construção de políticas públicas para a promoção da liberdade, da dignidade, da igualdade e da integridade de todas as pessoas, especialmente das mulheres, para o rompimento das opressões, hierarquias e para a eliminação de quaisquer formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. Estas devem ser as marcas para nossa atuação, no trabalho e na luta pela causa feminista. O que querem as mulheres com suas lutas? Muitas são as respostas, mas principalmente viver plenamente a vida com dignidade, respeito, igualdade e cidadania.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s